O que é

Astrologia Psicológica?

Espiritualidade

e Índia

O que é

Astrologia Psicológica?

A Astrologia Psicológica surgiu a partir da interpretação dos trabalhos de Freud e Jung, esse último era conhecido por ser fascinado pelo mundo da astrologia e costumava gerar os mapas astrológicos das pessoas para ir mais a fundo em suas questões psicológicas.

 

Essa fusão de Astrologia com Psicologia se difundiu com muito mais força através de Liz Greene e Howard Sasportas. A primeira, uma analista Jungiana, possivelmente a astróloga mais renomada em atividade atualmente, e o segundo, já falecido, que também era um grande estudioso da mesma área. Esses dois estudiosos, juntos, fundaram em 1983, o Centre for Psychological Astrology. A instituição está localizada em Londres, onde tive a oportunidade e o privilégio de estudar.

 

Ao invés de tentar adivinhar, ou mesmo prever, a Astrologia Psicológica busca entender quem somos na nossa essência, nossa missão de vida, nossos complexos psicológicos e os desafios que podemos vir a enfrentar como parte de nossa jornada nessa vida. Com isso, ela nos ajuda a compreender melhor nossos problemas e a entender quais são nossos objetivos reais, o que, como alma, escolhemos para desenvolver aqui.

 

Espiritualidade

e Índia

A minha conexão com a espiritualidade começou em 2011, quando voltei da Irlanda. Eu tinha alcançado vários objetivos, mas também perdido várias coisas, me sentia muito ansiosa, inquieta, era muito hedonista, imediatista e me faltava uma sensação de significado por detrás do que eu vivia e fazia. Sempre fui muito mística, mas nunca muito religiosa. E na busca de querer entender o significado e o que acontecia por trás das coisas, comecei a pesquisar sobre o budismo e a frequentar o CEBB (Centro de Estudos Budistas Bodisatva). O budismo me conquistou intelectualmente por meio da sua filosofia e a sua maneira de ver o mundo, visto que não é centrado em um deus, mas trabalha com a ideia de que todos somos seres búdicos que temos a natureza límpida e que podemos, por nós mesmos, atingir a iluminação. Foi a partir daí que eu comecei a praticar meditação, estudei psicologia budista e fui me aprofundando ao mesmo tempo em que comecei a ver a minha vida mudar. Com a meditação me tornei uma pessoa menos responsiva e mais calma. Não sentia mais tanta ansiedade e comecei a me aprofundar na prática, frequentar retiros do Lama Padma Samten e a praticar yoga para cuidar do corpo e da alma.